domingo, setembro 16, 2001

Eu não acredito que eu já tinha postado issu aí em baixo... como eu sou fracassada...
Agora, a diferença entre o "Amigo" e o "Verdadeiro Amigo"

Um AMIGO: Te manda e-mails que te fazem reflexionar e meditar.
Um VERDADEIRO AMIGO: Te manda e-mails com minas peladas, cenas de foda, asquerosidades e fotos do "Bizzaresex".
Um AMIGO: Pensa que os problemas pelos que te queixas são recentes.
Um VERDADEIRO AMIGO: Te diz - "Para de reclamar das mesmas merdas de sempre, filho da puta, e resolve de uma vez, que ja estou com o saco cheio!"
Um AMIGO: Nunca te viu chorar
Um VERDADEIRO AMIGO: Já tem os ombros molhados e o saco cheio de te Ver chorar e ja sabe que você é meio viadinho mesmo
Um AMIGO: Desconhece o nome dos teus pais.
Um VERDADEIRO AMIGO: Tem sempre o telefone dos teus velhos a mao se Por acaso te levam preso
Um AMIGO: Leva uma garrafa de vinho a tua casa quando tem festa.
Um VERDADEIRO AMIGO: Chega a tua casa completamente sem nada , toma Tudo o que encontra pelo caminho, tira um sarro com a cara dos seus convidados e Te deixa com cara de cu.
Um AMIGO: Odeia que você chame depois que se deitou para dormir, mas atende do mesmo jeito.
Um VERDADEIRO AMIGO: Te manda tomar no cu e simplesmente não te atende.
Um AMIGO: Procura falar dos seus problemas.
Um VERDADEIRO AMIGO: Resolve todos os problemas numa balada, com umas putas e umas latas de cerveja.
Um AMIGO: Age como um convidado na sua casa.
Um VERDADEIRO AMIGO: Entra, abre a geladeira e fecha com o calcanhar, te xinga se esta vazia, vai cagar e deixa o banheiro inutilizável, mija de porta aberta e se senta com o controle remoto da televisão.
Um AMIGO: Pensa que a amizade acaba com uma discussão feia.
Um VERDADEIRO AMIGO: Enche a cara, te fode a vida e no outro dia nem se lembra do que passou, e esta tudo bem.
Um AMIGO: Espera que você sempre esteja ao seu lado.
Um VERDADEIRO AMIGO: Espera estar sempre ao seu lado..
Um AMIGO: Nunca te xinga..
Um VERDADEIRO AMIGO: Já te xingou de tudo quanto é palavrão inventado e alguns novos.
Um AMIGO: Cuida de você toda a noite quando você enche a cara.
Um VERDADEIRO AMIGO: Te joga em um matagal para que não te levem preso e as 8 da manha seguinte passa para te buscar, te joga na caçamba pra não sujar o estofamento de vomito e te leva para casa.
Um AMIGO: Se alguém quer te bater tenta resolver tudo no papo.
Um VERDADEIRO AMIGO: Enche a cara, quebra o pau e ainda te da umas porradas porque tentou defende-lo.
Um AMIGO: Nunca diz coisas que sabe que te chateiam.
Um VERDADEIRO AMIGO: Se sabe que alguma coisa te chateia vai repetir ate o cu fazer bico.
Um AMIGO TE DIRIA: Envie essa mensagem para aquelas pessoas que você verdadeiramente gosta e todos seus desejos serem realidade.
Um VERDADEIRO AMIGO TE DIRIA: Para de ler essas merdas e manda logo alguma coisa boa senão espalho pra todo mundo que você não gosta de mulher.
Sem brincadeira, leiam as 4 grandes verdades, ajuda pra caramba... isso é budismo... podem crer que mais cedo ou mais tarde a vida de vcs vai melhorar, pra muito melhor, sempre, principalmente a tua Misael...

Quatro Grandes Verdades:
1. toda existência é sofrimento;
2. todo sofrimento é provocado pela ignorância;
3. pode-se vencer o sofrimento superando a ignorância;
4. esta superação é alcançada
através do Grande Caminho Óctuplo, da moralidade e da sabedoria.
O VALOR DE UMA PESSOA CORRESPONDE AO VALOR QUE ELA DÁ AO SEU TEMPO
Shaykh Nazim al-Haqqani an-Naqshband

Sei que a gente se acostuma, mas não devia. A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista senão as janelas ao redor. E porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora. E porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir as cortinas. E porque não abre as cortinas logo se acostuma a acender a luz. E a medida que se acostuma esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão. A gente se acostuma a acordar sobressaltado porque está na hora de tomar café correndo porque está atrasado. Ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo na viagem, a comer sanduíche porque não dá para almoçar, a sair do trabalho porque já é noite, a cochilar no ônibus porque está cansado, a deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia. A gente se acostuma a pagar tudo o que deseja e o que necessita. E a lutar para ganhar o dinheiro com o que pagar. E a pagar mais do que as coisas valem. A gente se acostuma à poluição, ao cheiro de cigarro. A gente se acostuma à coisas demais para não sofrer. Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui um ressentimento ali. Uma revolta acolá. Se a praia está contaminada, a gente molha só os pés. Se o cinema está cheio a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço. Se o trabalho está duro a gente se consola pensando no fim de semana. A gente se acostuma, para evitar feridas, para poupar o peito. A gente se acostuma para poupar a vida, que aos poucos se gasta. Se gasta de tanto se acostumar e se perde de si mesma
Mensagem
Era uma vez um lindo cavalo, puro sangue, que vivia a encantar os moradores de uma região. Era doce e selvagem ao mesmo tempo. Um dia, galopando por uma fazenda, caiu num buraco profundo. Os moradores da fazenda correram para socorrê-lo. Fizeram várias tentativas, todas inúteis. O buraco era estreito e não tinha jeito de tirar o cavalo dali. Depois de algum tempo, vendo que não conseguiam resultado acharam que o certo seria sacrificá-lo. Ninguém teria coragem de dar um tiro nele. Então acharam que o melhor era aproveitar que ele já estava no buraco, e ir jogando terra até enterrá-lo vivo. Então, com uma pá, começaram a jogar terra no buraco. A terra ia caindo sobre o dorso do cavalo. Ele se sacudia fazendo com que a terra caísse entre as suas patas. Logo ele se ajeitava, pisando na terra nova, formando um novo piso. E assim foi. A medida que jogavam terra no buraco o cavalo, aos poucos, ia subindo. E para surpresa geral, o puro sangue, há pouco condenado à morte, foi saindo do buraco, livrando-se da morte. Isso faz pensar: quantas vezes estamos perdidos dentro de buracos que podem ser financeiros, sentimentais, ou de saúde e não vemos saída. Nem mesmo os que nos cercam vêem saídas. A terra que salvou o cavalo, vinda do céu, representa a mão de Deus, sempre pronto a nos ajudar. É preciso acreditar!
nossa... a quanto tempo que eu não escrevo nisso aqui!!!! que coisa... bom... mas enfim... comprei um moletom lindu... acabou...